quinta-feira, 13 de julho de 2017

Minha dívida de amor

A imagem pode conter: texto

Sempre que penso no Senhor, minha alma suspira e meu espírito sente profunda gratidão. Nesta manhã mesmo, olho ao meu redor e só vejo cuidado de Deus. Aleluia! Me vejo cercado de bençãos temporais (pão que como, água que bebo, ar que respiro, família que tenho... A lista é longa) e de bênçãos eternas (Deus presente, morada celeste, céu de luz... E o inimaginável). Sei que vivo um tempo de provação; porém, nada que se comparece com a glória que se há de manifestar (Romanos 8.18). Então, perseverante e confiante, devo seguir sempre em frente, crendo no cuidado do Senhor.

Infelizmente, muitos trocam os valores sagrados (os temporais e os eternos) por aquilo que não traz proveito algum (sei de muitos que vivem assim). Cada vez que vejo um crente cair e se desviar por sua negligência, ou um incrédulo afundar em seus vícios; fico a pensar: "Isto poderia ter acontecido comigo". Sim... Por que não? Se todos somos feitos da mesma matéria. Então, elevo os meus olhos ao céu, de onde vem o meu socorro, e reflito sobre a vida. E assim, me auto exorto: "Calegari; nunca se esqueça que você não é credor; mas sim, devedor. Seja grato sempre"! Obrigado, meu Deus!

Este testemunho de Paulo, sempre pautou meu ministério: "Eu sou devedor, tanto a gregos como a bárbaros, tanto a sábios como a ignorantes. E assim, quanto está em mim, estou pronto para também vos anunciar o evangelho, a vós que estais em Roma. Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego. Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: Mas o justo viverá pela fé." (Romanos 1:14-17). Minha dívida de amor nunca será plenamente quitada.

Esta canção estimula a fé, gratidão e a fidelidade ao Senhor:
https://youtu.be/J39eM8ydDcE

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário